Segunda, 08 Abril 2019 10:44

Stock Car: Julio Campos larga entre os 10 primeiros no Velopark

StockCar_Prati-Donaduzzi2.jpg

Julio Campos larga em sétimo lugar neste domingo. Foto: Rodrigo Guimarães

Mais um dia de instabilidade na condição de pista no Velopark. O sábado, 6, de treino e da disputada qualificação foi de emoções mistas para a equipe Prati-Donaduzzi. O piloto Julio Campos foi o mais rápido no treino desta manhã. Porém uma bandeira vermelha na primeira volta e a chuva que caiu e no meio do Q2 – segundo grupo de classificação – prejudicaram o piloto. Valdeno sofreu um acidente nos treinos e ficou fora da classificação.

Apesar das dificuldades enfrentadas hoje, o chefe de equipe Rodolpho Mattheis destaca o bom trabalho na evolução dos carros e está confiante para bons resultados na corrida de amanhã.

“Na condição seca fomos os mais rápidos hoje com o Julio e com o Valdeno, na pista molhada, nos mantivemos em primeiro. Isso prova que os carros estão bem rápidos. Uma pena que sofremos o acidente com o Valdeno e a avaria no carro foi bem grande. O Julio mostrou que tinha condição total de ir pro Q3 (grupo classificatório dos 6 mais rápidos), mas ficamos apenas 1 décimo pra entrar”, conta.

Julio Campos reafirma a dificuldade com a instabilidade da pista e segue com foco no pódio para amanhã. “Foi uma pena não chegar ao Q3, pois eu não tinha treinado na chuva. Mas vamos largar em sétimo, é uma posição boa. A Stock Car é sempre muito disputada e as condições adversas do tempo aqui no Velopark realmente estão atrapalhando bastante todos os pilotos. Fiz uma volta no Q2 e logo o Átila bateu e veio a bandeira vermelha. Quando voltamos pra pista estava chovendo muito. Mesmo assim fui o único que conseguiu melhorar o tempo na segunda saída, não entramos por pouco”, diz.

Com ótimo tempo em pista Valdeno bate e aposta em corrida de recuperação no domingo

Os mecânicos da Prati-Donaduzzi não irão descansar um minuto enquanto o carro do piloto paraibano Valdeno Brito não estiver recuperado para acorrida deste domingo, 7. Após registrar os melhores tempos de seu grupo nos treinos, Valdeno sofreu um acidente nesta manhã e bateu nos pneus. Devido à isso não participou da classificatória.

“O treino deste sábado vinha sendo tão bom quanto o de ontem, começou com a pista úmida, pneu de chuva e o equilíbrio tinha melhorado mais ainda. Até que paramos para trocar de pneu, pois a pista estava mais seca. Na curva 1 da segunda volta, onde muita gente inclusive passou reto e saiu também, acabei pegando uma parte muito molhada da zebra. Prejudicou o chassi e um tubo que teve que ser trocado, então não deu tempo de classificar. Para amanhã acredito que o carro estará bom, e teremos uma corrida difícil de recuperação. A equipe está trabalhando para recuperar o carro e quero retribuir amanhã nas pistas”, explica Valdeno.

As expectativas seguem positivas para o piloto que acabou de retornar à equipe de Mattheis. “Eu estava muito confiante na briga pelas primeiras posições com o Valdeno também, mas apesar do acidente ele provou que tem velocidade. Para amanhã é ir pra cima, vamos brigar, estou bem esperançoso com o carro”, finaliza o chefe de equipe.

Sobre a Prati-Donaduzzi
A Prati-Donaduzzi, indústria farmacêutica 100% nacional é especializada no desenvolvimento e produção de medicamentos genéricos. Com sede em Toledo, oeste do Paraná, produz, aproximadamente 11,5 bilhões de doses terapêuticas por ano e gera mais 4,2 mil empregos. A indústria possui um dos maiores portfólios de medicamentos genéricos do Brasil e pretende incrementar em 15% seu faturamento e capacidade produtiva em 2019.

PARA MAIS INFORMAÇÕES
Rafaella Malucelli
Tabloid Comunicação
(41) 99666-8282
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Ler 201 vezes