Release

Prati-Donaduzzi completa 23 anos com um dos maiores portfólios de medicamentos genéricos do Brasil

7 Dezembro 2016, 12:00 am
Publicado em Releases
Ler 253 vezes Última modificação em Quarta, 07 Dezembro 2016 18:36

A indústria farmacêutica Prati-Donaduzzi, localizada em Toledo (oeste do Paraná), completa 23 anos em dezembro e possui muitos planos para o futuro.  Nascida em um espaço pequeno, em 1993, hoje emprega mais de quatro mil colaboradores e produz cerca de 12 bilhões de doses terapêuticas por ano. Com todo este desempenho, a indústria carrega o título do genérico mais consumido do Brasil¹ e comemora com responsabilidade seu crescimento constante.
“Há 23 anos a indústria farmacêutica parecia um sonho distante. Buscamos, na construção de um modelo próprio de negócio, a gestão orientada para a valorização do trabalho em equipe, de forma a fortalecer e potencializar a contribuição e a autonomia das pessoas. A Prati é um sonho realizado”, afirma Luiz Donaduzzi, sócio fundador da empresa.
Desde o começo do ano, Eder Maffissoni, assumiu o comando da empresa, substituindo Donaduzzi, que atualmente preside o Conselho de Administração. A empresa comemora o momento e o setor continua em pleno progresso, apresentando números positivos. “A Prati vem crescendo junto com o mercado e, neste ano, atingimos todas as metas propostas até o momento”, afirma Maffissoni. “Temos a vitalidade de um jovem de 23 anos, sempre cheios de objetivos e dispostos a buscar os melhores caminhos para atingirmos nossas conquistas”, completa o diretor-presidente.
O sucesso da indústria explica o momento que a empresa vive e a projeção de crescimento anual de 25% ao ano previsto até 2020. Acompanhando o cenário de crescimento, a empresa investe constantemente em inovação, pesquisa e tecnologia.
Para 2017, a companhia enxerga um cenário de novas oportunidades, voltando a brilhar nas pistas da Stock Car e evidenciando a parceria com o renomado médico Drauzio Varella, sobre a importância dos genéricos.

Rumo a outros países
Segundo Maffissoni, os planos de crescimento da Prati não estão apenas para o mercado nacional. A farmacêutica também pretende entrar em breve no mercado da exportação. “A Prati tem o objetivo de, em 2017, comercializar produtos para países norte-americanos”. 


¹Fonte: IMS Health MAT Set/2016 PMB+NRC / Doses terapêuticas.